Prolongamento
“Não se levam pessoas aos estádios, mas vemos Marcelo a tirar selfies na praia”
2020-05-29 15:35:00
Diogo Luís refere que o futebol não pode ser o único a dar o exemplo

Com a retoma do campeonato marcada para dia 3 de junho, está delimitado que, por questões sanitárias e de segurança, todos os encontros serão realizados à porta fechada.

Em declarações à A Bola TV, Diogo Luís, ex-futebolista do Benfica, comentou essa medida e indica que o futebol, como um todo, não pode ser o único a dar o exemplo.

Assim sendo, o economista relembra que, nos últimos dias, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, tirou selfies na praia com algumas pessoas e que a mensagem de se cumprir com as regras de confinamento não pode ser só para o futebol profissional.

“Esta semana vi o Presidente do República a tirar selfies numa praia cheia. Dizemos que não se levam pessoas para os estádios, mas vemos uma praia cheia onde o Presidente da República, a tirar selfies com a população… Não é o futebol que vai passar a mensagem mais forte, é o Presidente”, afirmou Diogo Luís.

Na segunda fase do desconfinamento, instalações como museus e restaurantes começaram a reabrir os seus negócios, ainda que com muitas limitações.

Referindo que não se podia adiar isso por muito mais tempo, Diogo Luís relembra que não se pode pensar que o pior já passou em relação à covid-19 e questiona o porquê de não se deixar entrar adeptos nos recintos futebolísticos.

“Se podemos permitir isso nos cinemas e nos aviões porque que não podemos permitir isso no futebol?”, questionou.

Diogo Luís indica que também António Costa, primeiro-ministro, já esteve no Bairro Alto ou em restaurantes e relembra que tem de haver coordenação por parte de todos na mensagem a transmitir.

“O primeiro-ministro já esteve no Bairro Alto, nas lojas… Não é o futebol que tem que passar as mensagens corretas. Se tiver tudo coordenado, concordo, agora quando vejo de um lado umas coisas e do outro lado outras coisas, aí já estamos a entrar numa situação descoordenada”, completou.

Com dez jornadas para o fim do campeonato, o FC Porto encontra-se na liderança do campeonato, com 60 pontos, mais um que o Benfica, segundo classificado.