Prolongamento
"Não lhe limpando o cadastro", os alegados crimes de Rui Pinto "são úteis"
2020-03-06 16:50:00
Ex-dirigente do Sporting critica manutenção de Rui Pinto em prisão preventiva à espera de julgamento

Antigo coordenador da Comissão de Fiscalização do Sporting, no pós Bruno de Carvalho, Henrique Monteiro volta a sair a público para criticar a manutenção de Rui Pinto em prisão preventiva.

O ex-dirigente leonino, que continua sem compreender as razões que levam a justiça nacional a manter o hacker detido, considera que o pirata informático deve ser julgado pelos crimes que possa ter cometido. Ainda assim, não percebe como é que continua preso à espera de julgamento.

"Contribuíu para uma transparência e para uma divulgação de autênticos crimes que estavam a ser cometidos em várias áreas, não só no futebol", salientou, em declarações na 'SIC Notícias'.

Certo de que "não lhe limpando o cadastro, ou não lhe limpando os eventuais crimes que cometeu" estes "são úteis à sociedade", defende Henrique Monteiro que fala ainda numa situação "inédita" ao permanecer detido.

"Há uma coisa adicional a esta que ele está preso preventivamente há mais de um ano que é quase inédito", realça.

Henrique Monteiro, recorde-se, chegou a dizer que levar Rui Pinto a tribunal algemado é "de certa forma, um retrato da cobardia do nosso país".

Rui Pinto, preso preventivamente em Portugal no âmbito do caso 'Football Leaks', assumiu também, através dos seus advogados, que entregou discos rígidos à Plataforma de Proteção de Denunciantes na África, que permitiram a recente revelação dos 'Luanda Leaks'.