Portugal
"Vamos ver se mantemos o nível de rigor que conseguimos ter com o Benfica"
2020-06-10 14:40:00
Natxo González fez a antevisão do jogo contra o Desportivo das Aves

O treinador do Tondela, Natxo González, disse hoje que quer “manter a concentração e rigor” revelados com o Benfica no jogo de quinta-feira, frente ao Desportivo das Aves, da 26.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“Vamos ver se somos capazes de manter o nível de concentração, de rigor e de solidariedade que conseguimos ter com o Benfica. Isso tem de ser inegociável e, a partir daí, teremos um cenário diferente ao do dia do Benfica”, num jogo que terminou empatado 0-0, adiantou Natxo González.

Um cenário que, no entender do treinador pode converter-se “em mais posse de bola” para o Tondela, do que no jogo com o Benfica, e, dessa forma, “melhorar a regularidade a nível de consistência até ao final deste campeonato”.

Em videoconferência de antevisão ao jogo da 26.ª jornada, que se disputa na quinta-feira, às 21:15, no Estádio João Cardoso, o técnico espanhol confessou aos jornalistas que assumiu os 10 jogos em falta, após a suspensão devido à pandemia de covid-19, “como um começo de um novo campeonato”.

“Estou a tentar transmitir à equipa que estamos a disputar um campeonato de 10 jogos e o meu objetivo pessoal e que tenho transmitido aos jogadores é que quero, nestes 10 jogos, estar entre os oito ou 10 melhores do campeonato de 10 jogos”, admitiu.

Natxo González brincou a dizer que, “talvez por causa da covid-19”, não tem memória das seis jornadas seguidas sem vitórias e acrescentou que não quer “perder energias com o que se passou” preferindo concentrar-se em “sonhar, motivar e em apresentar metas que são possíveis de conseguir”.

“Todos sabemos que é importante ganhar este jogo, é importante, claro que sim, mas quero concentrar-me para conseguir quatro pontos, destes seis, em dois jogos, neste campeonato de 10 jornadas, é o que tento passar aos jogadores, mais do que uma trajetória negativa”, disse.

O técnico da equipa beirã admitiu ainda que espera “um rival difícil, que vai dificultar a vida” ao Tondela, uma vez que “ambos necessitam de pontos”, mas também admitiu que “mais do que pensar no rival” quer “fazer bem as coisas e criar oportunidade para ganhar” o desafio.

Natxo González elogiou ainda a medida aprovada na última Assembleia-Geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, que permite a inscrição de nove suplentes e a realização de cinco substituições por equipa nos remanescentes jogos da I Liga e que entra em vigor nesta jornada.

“Acredito que é uma boa medida, principalmente pelo estado físico dos jogadores, com pouca pré-época, sem jogos de 11 contra 11, também pelo calor que vai aparecer, acredito que seja uma boa medida para haver jogos mais competitivos”, considerou.

Nesse sentido, defendeu que “os últimos 20 a 30 minutos podem reanimar, reativar os jogos e dá ferramentas ao treinador para poder fazer respirar um pouco a equipa a nível físico e tático” e, por isso, a medida “beneficia [o futebol] por diferentes motivos”.

O Tondela, 14.º classificado, com 26 pontos, recebe na quinta-feira, pelas 21:15, no Estádio João Cardoso, o Desportivo das Aves, 18.º e último classificado, com 13, em encontro da 26.ª jornada da I Liga de futebol.