Portugal
Ricardo Soares quer conquistar "tranquilidade matemática" no jogo em Guimarães
2020-06-18 12:35:00
Técnico na antevisão ao duelo contra o Vitória de Guimarães

O treinador Ricardo Soares afirmou hoje que o Moreirense quer alcançar pontos no reduto do Vitória de Guimarães, na sexta-feira, e contrariar um histórico desfavorável para a I Liga portuguesa de futebol, em jogo da 27.ª jornada.

Após a derrota caseira frente ao Rio Ave (1-0), na ronda anterior, o técnico garantiu que os ‘cónegos' vão tentar manter a "identidade de jogo" para voltarem a somar pontos, no dérbi do concelho de Guimarães marcado para o Estádio D. Afonso Henriques, recinto onde perdeu oito vezes e empatou uma (0-0, em 2004/05), em desafios do maior escalão do futebol português.

"Os números dizem-nos precisamente isso [resultados habitualmente desfavoráveis], mas cada jogo tem a sua história. Se isso faz parte da história, queremos alterá-la, porque queremos alcançar pontos na caminhada para os nossos objetivos. Cada jogo é diferente. Nós temos a clara intenção de pontuar. Podemos chegar a Guimarães e ter a capacidade para entendermos os momentos do jogo e sermos solidários", realçou, na conferência de antevisão à partida, agendada para as 19:00.

O treinador, de 45 anos, acrescentou que a sua equipa, nona classificada da tabela, com 33 pontos, vai apresentar o "plano de jogo" habitual para tentar "conquistar pontos e vencer", frente a um adversário que ocupa o sétimo lugar, com 39, que também apresenta uma "ideia muito própria", semelhante, a seu ver, às equipas com quem luta pelo acesso à Liga Europa - o Famalicão, quinto classificado, e o Rio Ave, sexto.

"Estamos a falar de três equipas que, a seguir às quatro do topo da tabela, são diferenciadas das demais. Temos uma competitividade grande, mas diferenciadas por patamares no campeonato: há o patamar do título, com duas equipas na luta [Benfica e FC Porto]. Depois, temos duas equipas a lutar pelo terceiro lugar [Sporting de Braga e Sporting]. Depois, temos o Vitória, o Famalicão e o Rio Ave, muito parecidas na capacidade. Há ainda um patamar de equipas que lutam pela manutenção", disse.

Ricardo Soares frisou que o Moreirense vai continuar a lutar pela permanência enquanto não atingir uma pontuação que garanta "tranquilidade matemática" e reconheceu que o oitavo lugar seria uma boa classificação na I Liga, face aos patamares de competitividade que considera existirem.

"Queremos mais e melhor, com qualidade. Queremos ter qualidade e atingir objetivos. Do meu ponto de vista, o oitavo lugar era uma excelente classificação para o Moreirense. Mas vai ser extremamente difícil. Vai depender da regularidade das equipas. Os que estiverem mais fortes e preparados vão estar mais próximos de o conseguir", antecipou.

O técnico ‘cónego' reconheceu ainda que a ausência de público nas bancadas, devido à pandemia de covid-19, pode favorecer a sua equipa, já que o Vitória tem, a seu ver, uma "massa adepta fantástica" e os jogos à porta fechada têm mostrado que os clubes denominados ‘grandes' são "maiores por causa do público".

O Moreirense, nono classificado da I Liga, com 33 pontos, defronta o Vitória de Guimarães, sétimo, com 39, em partida da 27.ª jornada, às 19:00 de sexta-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem de João Pinheiro, da Associação de Futebol de Braga.