Portugal
"Ó Jorge... Preocupado com a Taça? Isso é como nascer um furúnculo no rabo"
2020-01-08 15:45:00
Ex-preparador físico do Sporting diz que equipa técnica foi alvo de "chacota" do presidente

Mário Monteiro, que era o preparador físico do Sporting na data do ataque à Academia de Alcochete, revelou em tribunal detalhes da "surreal" reunião com o então presidente dos leões, Bruno de Carvalho, um dia após a derrota na Madeira.

"Nunca vi nada assim. Surreal. Fomos motivo de chacota", referiu o técnico.

"Bruno de Carvalho disse 'oh Jorge [Jesus], estás assim tão preocupado com a Taça [de Portugal]? Isso para mim é como nascer um furúnculo no rabo'", revelou o então adjunto do agora treinador do Flamengo.

Bruno de Carvalho "não disse 'vocês estão despedidos'", acrescentou Mário Monteiro.

O então presidente do Sporting, de acordo com o depoimento desta testemunha em tribunal, perguntou ainda à equipa técnica liderada por Jorge Jesus se tinha "noção do que podia ter acontecido".

"Não estás a ver o que podia ter acontecido. Estive até às seis da manhã a aturar as claques", acrescentou Bruno de Carvalho, citado por Mário Monteiro.

Foi então que o dirigente do Sporting instruiu a equipa técnica para mudar o treino (previsto para essa manhã) para a tarde, "porque ele não tinha tempo de falar com o contencioso".

"Ele [Bruno de Carvalho] é que disse que era melhor ser à tarde. Voltámos a perguntar se estávamos ou não despedidos. Ele respondeu que, se não recebêssemos nota de culpa até ao meio-dia, iríamos dar o treino à tarde. Fui de mota a esse treino, em vez de ir de carro, para ir mais tranquilo. Fui o último a chegar", concluiu o ex-preparador físico do Sporting.