Portugal
"O dinheiro fala mais alto e o futebol não foge à regra", afirma Rúben Semedo
2020-04-24 12:15:00
Central comenta ainda os alegados interesses de Sporting e Benfica

Rúben Semedo aconselha os responsáveis de futebol a só regressarem com as competições com todas as garantias de que a saúde dos intervenientes está acautelada. Ainda assim, o central português nota que o capítulo financeiro tem uma palavra a dizer.

"Em muitos casos o dinheiro fala mais alto e o futebol não foge à regra", considera o central, destacando que "o principal é a saúde".

"A pressão que as pessoas em volta do futebol têm feito tem pesado na decisão de começar já o campeonato e a treinar sem existir uma vacina", comentou o internacional português, em declarações na SIC Notícias.

O futebol poderá regressar em breve, ainda que com muitas medidas de restrição como é o caso de jogos à porta fechada.

Rúben Semedo revelou que jogar sem público "não é o mesmo".

"Os jogadores treinam e dão o máximo para mostrar ao público que são os juízes. Temos a sensação de que não estamos a ser avaliados. É difícil mas temos de dar o máximo e somos profissionais."

Numa análise à temporada 2019/20, o central dos gregos do Olympiacos revelou ainda que a época lhe tem corrido bem.

"Tento agradecer em campo, com golos se der, à equipa para que seja possível conseguir os objetivos", referiu, dizendo que espera ir "passo a passo" para estar "bem" e, se Fernando Santos entender, em 2021, ser chamado para o Campeonato da Europa.

Questionado sobre um eventual regresso a Portugal para jogar no Sporting ou no Benfica, Rúben Semedo não esconde que ver o seu nome associado aos dois emblemas lisboetas o deixa satisfeito.

"Acho que o campeonato português é competitivo e tem grande visibilidade. Ver o teu nome associado a essas duas grandes equipas claro que é um motivo de orgulho. Mas para já estou concentrado no Olympiacos e mais para a frente veremos", conclui.