Portugal
“Não gosto de ver jogos do campeonato português”, afirma Manuel Cajuda
2020-04-15 22:55:00
O técnico fala sobre a qualidade do futebol português

Manuel Cajuda, um dos treinadores mais experientes em Portugal, participou num direto organizado pela página de Facebook ‘Metodologia TOCOF’.

Questionado sobre se a qualidade dos encontros do futebol português, o técnico do Leixões, da II Liga, foi curto, mas conciso na sua resposta.

“Depende dos jogos que eu vejo. Por exemplo, eu gosto de ver o Liverpool, mas não gosto de ver os jogos do futebol português”, afirmou Manuel Cajuda.

Não sendo um apreciador de futebol defensivo, o ex-treinador do SC Braga e Vitória de Guimarães aponta as táticas de alguns emblemas em Portugal como um dos fatores para a pouca qualidade de jogo na I e II Liga.

“As equipas jogam em bloco baixo… Isso é jogar com dois autocarros à frente da baliza”, garantiu, acrescentando que gosta que as suas equipas joguem um “futebol equilibrado”.

Com mais de quatro décadas enquanto treinador, Manuel Cajuda já trabalhou com imensos planteis e jogadores, mas garante que nunca deu uma “oportunidade” a um futebolista.

“Eu não estou aqui para dar oportunidades a alguém. Se der uma oportunidade a alguém, o mérito passa a ser do treinador e não do jogador. Os jogadores têm que ganhar essas oportunidades e as mesmas ganham-se com aplicação nos treinos, com espirito de sacrifício”, salientou.

Não acreditando na possibilidade de os campeonatos terminarem em agosto, uma diretiva defendida pela UEFA e Liga Portugal, Manuel Cajuda assume que a pandemia da Covid-19 vai mudar a preparação dos treinadores.

Ao mesmo tempo, o experiente técnico indica que não se pode avançar logo para os jogos oficiais e que a preparação tem de ser feita de forma progressiva.

“Tenho que idealizar o regresso das competições, que não sabemos quando vai acontecer. Quando voltarmos, a primeira questão é vermos a realidade competitiva e recuperarmos os jogadores. Mas há um dado seguro, iremos voltar num sistema progressivo, com um controlo que não estaríamos habituados”, comentou.

Com 68 anos, Manuel Cajuda garante que está motivado para continuar a treinar e deixa uma mensagem aos adeptos do futebol.

“No dia em que souber tudo é o dia em que cheguei ao fim. Quero continuar a aprender e a melhorar os meus métodos de trabalho”.

O técnico, que já deixou críticas aos “atrasados mentais do futebol”, foi contratado pelo Leixões em janeiro deste ano.

Desde então, o técnico realizou seis jogos no comando técnico do clube de Matosinhos, conquistando oito pontos em 18 possíveis.