Portugal
"Não consigo dizer com assertividade em que nível estamos", diz Ricardo Soares
2020-06-05 13:55:00
Moreirense enfrenta o Boavista no sábado

O treinador Ricardo Soares prometeu hoje um Moreirense com "espírito vencedor" para tentar pontuar no reduto do Boavista, em jogo da 25.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, agendado para sábado.

As duas equipas ‘axadrezadas' vão realizar o primeiro jogo oficial após a interrupção do campeonato, decretada em 12 de março, devido à pandemia de covid-19, e o Moreirense, apesar da incerteza quanto ao "momento físico", quer aparecer no Estádio do Bessa com "um futebol virado para a baliza", para "marcar golos e conquistar pontos", frisou o técnico dos ‘cónegos'.

"Não consigo dizer com assertividade em que nível estamos. Não fizemos nenhum jogo de preparação, mas os indicadores são bons. O momento físico pode não ser o ideal, mas a equipa está com um espírito enorme e vencedor", disse aos jornalistas, numa videoconferência de antevisão promovida pelo Moreirense.

Após três vitórias e três empates nas seis jornadas que antecederam a paragem competitiva, o Moreirense quer proporcionar um jogo "de qualidade para quem assiste na televisão" - o Estádio do Bessa, no Porto, não vai ter público nas bancadas -, estando, porém, ciente de que há momentos em que vai "ter de defender para atacar", acrescentou o treinador, de 45 anos.

Oitava classificada da tabela, com 30 pontos, a equipa de Moreira de Cónegos (concelho de Guimarães) vai defrontar um Boavista que ocupa o 11.º lugar, com 29, e que, para Ricardo Soares, pode ter sido beneficiado pela paragem, tendo em conta os resultados mais recentes - um ponto nos últimos quatro jogos da I Liga.

"A paragem acaba por ser importante para eles, já que podem reajustar o próprio modelo. O Boavista é uma equipa extremamente organizada, com jogadores rápidos e verticais, processos de jogo simples, e agressiva. Os resultados não têm sido assim tão bons ultimamente", realçou.

O treinador considerou que os erros cometidos nos desafios da 25.ª ronda já disputados são "naturais", espelhando a ausência de jogos de preparação para o regresso à competição e a consequente falta de tempo para se "trabalhar sobre esses erros individuais e táticos e anulá-los".

Ricardo Soares assumiu também que o ‘onze' para o desafio já está definido, embora sem o revelar, numa altura em que o plantel está todo disponível, à exceção do jogador que esteve de quarentena após ter acusado positivo nos testes ao novo coronavírus e que só ficou definitivamente recuperado nesta semana, com um resultado negativo - o treinador confirmou ser o lateral esquerdo Abdu Conté.

Preocupado com a "onda de lesões" que pode surgir, o ‘timoneiro' da equipa vimaranense defendeu a adoção das cinco substituições em três paragens, para se "protegerem" os jogadores - a medida só pode avançar após a Assembleia Geral da Liga de clubes, agendada para segunda-feira.

O Moreirense, oitavo classificado da I Liga, com 30 pontos, visita o Boavista, 11.º, com 29, em partida da 25.ª jornada, às 21:15 de sábado, no Estádio do Bessa, no Porto, com arbitragem de Vítor Ferreira, da Associação de Futebol de Braga.