Portugal
A "ideia é não deixar o desporto para trás", avisa João Paulo Rebelo
2020-04-23 15:00:00
Governante pede às federações para que desenhem um plano de regresso para ser avaliado pelas autoridades de saúde

O desporto poderá ser retomado em breve nas mais variadas modalidades, assim que o estado de emergência seja levantado. Pelo menos, essa é a esperança do secretário de Estado do Desporto e da Juventude que pede, porém, que as coisas sejam feitas com segurança e cautelas.

O secretário de Estado do Desporto e da Juventude assumiu que no regresso das atividades a "ideia é não deixar o desporto para trás, na medida em que é um setor que tem de ser tratado como outro qualquer".

À Tribuna Expresso, o governante disse entender que as federações devem seguir as linhas delineadas pelo Executivo de António Costa, assim "cumpram as orientações das autoridades de saúde" no regresso das provas.

João Paulo Rebelo assegura que "assim que for possível, todos queremos retomar as nossas vidas e atividades". Porém, primeiro, entende que "tem de ser encontrado o equilíbrio".

No que respeita ao futebol, recorde-se, Pedro Proença, o presidente da Liga de Clubes, já tinha apelado ao governo para não deixar para trás esta modalidade.

"O futebol não pode ser considerado um mundo à parte, o futebol não é um mundo à parte. O futebol é hoje uma indústria e tem de ser tratado como o turismo, como a indústria, como a distribuição e também como a cultura", disse Proença, em declarações à SportTV+.

Proença respondia assim a António Costa que tinha dito, em entrevista à SIC, que "o futebol profissional é um mundo à parte" e que este não era "uma das prioridades sociais" durante a pandemia de Covid-19.