Portugal
"Ideal era um árbitro inglês" no Jamor, diz ex-capitão leonino
2019-05-23 09:40:00
“O FC Porto tem mais obrigação de vencer”, diz Carlos Xavier, ex-capitão leonino

Carlos Xavier, antigo capitão do Sporting, antevê uma final de Taça de Portugal de futebol equilibrada entre ‘leões’ e ‘dragões’, mas reconhece que o FC Porto está mais pressionado, depois de perder o campeonato.

“O pensamento das duas equipas é ganhar, mas o FC Porto, por não ter ganho o campeonato, sentirá que tem mais obrigação de vencer”, disse em entrevista à agência Lusa o antigo médio ‘leonino’.

Analisando o momento dos dois conjuntos, Carlos Xavier, atualmente com 56 anos, vê um Sporting “mais confiante e ambicioso”, a medir forças com um FC Porto “mais cansado”.

“O fator psicológico pode pesar um pouco no caso do FC Porto, sobretudo se as coisas não correrem bem. Já o Sporting, está com o moral mais em cima, já ganhou a Taça da Liga e sabe que, depois do que viveu há um ano, esta seria uma vitória importantíssima”, analisa o antigo jogador do clube de Alvalade.

Um dos temas mais em foco durante toda a época foi a arbitragem e, neste campo, Carlos Xavier gostaria que se quebrasse essa ‘rotina’ e apoia a tomada de posição do presidente ‘leonino’, Frederico Varandas, que pediu “um árbitro com coragem”.

“O ideal era um árbitro inglês, que não conhecesse ninguém. O que se passou no Dragão, há uma semana, foi incrível. O apelo de Frederico Varandas é justificado”, conclui o ex-jogador, que conquistou a Taça de Portugal por duas vezes e que acredita que este pode ser novamente o ano do Sporting.

Sporting e FC Porto discutem no próximo sábado, a partir das 17:15, no Estádio Nacional, a final da Taça de Portugal, no último jogo oficial das competições profissionais em 2018/19.

Sê o primeiro a comentar: