Portugal
"Quiseram diabolizar Bruno de Carvalho", diz ex-vice do Sporting
2020-06-19 15:10:00
Alexandre Godinho, antigo dirigente do Sporting, defende o ex-presidente verde e branco

Antigo vice-presidente do Sporting, Alexandre Godinho defende Bruno de Carvalho e diz que durante os últimos anos se assistiu ao que chama de "diabolização" do ex-presidente verde e branco.

"Nestes últimos dois anos houve uma preocupação da sociedade. Quiseram diabolizar o Bruno de Carvalho e diabolizar coisas que o podiam atingir e seguramente todo o contexto que podia atingir a nossa direção", critica Alexandre Godinho.

Em declarações no canal O Espartano, no Youtube, Alexandre Godinho aponta críticas à direção de Frederico Varandas por seguir nesta "onda". 

"Esta direção do Sporting tem cavalgado essa onda de culpabilização e diabolização para também acomodar os seus próprios interesses, agenda e estratégia", frisou o antigo vice-presidente do Sporting.

Na conversa, depois de falar do ataque a Alcochete, processo no qual Bruno de Carvalho acabou ilibado, Alexandre Godinho aproveitou para recordar o recente ataque ao autocarro do Benfica, no Seixal, após um jogo na Luz contra o Tondela, para dizer que estranhou o silêncio de Varandas e Rogério Alves.

"Este ataque tem que preocupar-nos a todos enquanto sociedade", defendeu Alexandre Godinho, prosseguindo: "Não ouvi um pio de Frederico Varandas, de Rogério Alves."

O antigo dirigente leonino, que continua ao lado de Bruno de Carvalho, realçou ainda que mais do que palavras de condenação até são precisas iniciativas para que os episódios de violência não ocorram.

"É fácil dizer que foi lamentável. Agora problematizar e contribuir com soluções para que não volte a acontecer, não ouvi ninguém", lamentou Alexandre Godinho.