Portugal
“Fica a mágoa de deixar um trabalho a meio”, lamenta Rui Vitória
2019-06-11 13:35:00
Técnico revela que saiu do Benfica triste, mas não ficou zangado com Vieira

Em entrevista ao programa das manhãs da SIC, nesta terça-feira, Rui Vitória abordou um tema que tem sido tabu desde que abraçou o desafio no Al-ilal.

O técnico confessou que ficou triste com a saída. “Saí [triste]. É evidente que, quando isso acontece nunca se sai com a felicidade plena”, confessou, recordando o dia em que Luís Filipe Vieira lhe comunica a decisão de trocar de treinador.

Apesar dessa decisão do presidente, e da tristeza que a mesma provocou, não ficaram ressentimentos.

“Temos uma relação muito boa. Sempre tivemos e temos na mesma. Afastámo-nos mas não nos zangámos, evidentemente”, referiu.

Para trás, ficou ainda a “mágoa” de não ter concluído o trabalho que desenvolvia, desde que chegou ao Benfica.

“Nestes três anos e meio, tive uma relação muito forte com as pessoas do Benfica, e particularmente com o presidente. Fomos os dois no mesmo sentido, tendo em vista aquilo que queríamos para o Benfica. Envolvemo-nos muito. Investimos muito de nós mesmos naquilo, acreditando que era aquela a solução. E portanto fica aquela mágoa de deixar um trabalho a meio”, sustenta Rui Vitória.

O treinador, recorde-se, foi afastado do cargo e substituído por Bruno Lage, num divórcio que correu bem para todas as partes: o Benfica foi campeão e Rui Vitória, que partiu para a Arábia Saudita para treinar o Al-Nassr, também terminou o campeonato na primeira posição.     

Sê o primeiro a comentar: