Portugal
"Enquanto não atingirmos a manutenção, não pensamos em mais nada"
2020-01-18 18:15:00
Técnico João Pedro Sousa diz que o Famalicão está preparado para "inúmeras dificuldades"

O treinador do Famalicão revelou hoje que a equipa está preparada para enfrentar as "inúmeras dificuldades" que o Marítimo pode apresentar no encontro da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O técnico famalicense salientou a qualidade das equipas da I Liga, mas, ainda assim, mostrou-se confiante no trabalho que a sua equipa poderá desenvolver no que ainda falta da prova.

"A nossa Liga está recheada de boas equipas, treinadores e jogadores. O Marítimo é mais uma boa equipa, forte, organizada. Vai colocar-nos muitos problemas. É uma equipa muito ofensiva, pressionante. Mas, nós trabalhamos para tentar encontrar soluções e estamos preparados para disputar o jogo e para ganhar", garantiu João Pedro Sousa, em conferência de imprensa de antevisão da partida com os insulares, marcada para domingo.

Com o desaire de sexta-feira do Sporting (0-2 com o Benfica), o Famalicão garantiu que fechará a primeira volta no terceiro lugar, mas, no mesmo dia, também viu o SC Braga aproximar-se, a três pontos, ao vencer no Dragão (2-1).

“A responsabilidade é a mesma desde o primeiro jogo. A nossa responsabilidade é preparar para vencer todos os jogos", disse.

Em relação aos objetivos, o treinador mantém a postura e apenas fala na manutenção, mas, ainda assim, admitiu poder vir a pensar noutras metas, depois de alcançar a primeira.

“Enquanto não atingirmos o nosso objetivo, que é a manutenção, não pensamos em mais nada senão nisso. Depois de o conseguirmos, estaremos aqui para traçar novos objetivos e vermos até onde somos capazes de chegar", admitiu.

João Pedro Sousa confessou ainda que não imaginava, no início da época, que poderia estar neste momento no terceiro lugar, mas realçou que o trabalho é a base do sucesso alcançado até agora.

"Mentia se dissesse que imaginava que poderia estar em terceiro lugar, mas não posso esconder que o nosso objetivo era fazer o melhor possível. Fomos percebendo que poderíamos construir algo muito interessante. É isso que está a acontecer, mas não vamos parar. Estamos a meio de uma época, ainda falta muita coisa, muita luta, muito jogo. Ainda temos de crescer em várias coisas, nós como equipa, o próprio clube. Estamos tranquilos sem qualquer tipo de ideias megalómanas", concluiu.

O Famalicão, terceiro classificado, com 30 pontos, recebe no domingo, às 17:30, o Marítimo, na 11.ª posição, com 19, em jogo da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.