Portugal
"É preciso controlo emocional" frente ao Portimonense, avisa Nuno Manta Santos
2020-01-17 17:50:00
Treinador do Desportivo das Aves alerta para a importância de um jogo que é "para ganhar ou ganhar"

O treinador do Desportivo das Aves, Nuno Manta Santos, desejou hoje que a sua equipa, última no campeonato, tenha estabilidade emocional na receção ao penúltimo classificado Portimonense, no sábado, da 17.ª jornada da I Liga.

"É um jogo muito importante e transmitimos ao grupo que é para ganhar ou ganhar. Preparámo-nos física, mental e taticamente, mas é preciso controlo emocional face às adversidades que o adversário pode colocar. Esse é o segredo, além da atitude, raça e vontade", disse o técnico, na conferência de antevisão ao duelo, no Estádio do CD Aves.

Os avenses não pontuam há três rondas, embora tenham deixado "uma resposta positiva" na derrota tangencial frente ao líder Benfica (2-1), sustentada na "capacidade e atitude" para contrariar as dificuldades impostas pelo campeão nacional ao longo do jogo.

"Aspetos a reter? A coesão, a entreajuda e a organização, porque cumprimos a estratégia planeada dentro do rigor pretendido. Faltou definir as poucas oportunidades que tivemos, mas isso faz parte do passado e temos de começar a obter pontos", explicou.

Perante "outro estímulo", Nuno Manta Santos espera um Portimonense "experiente, com qualidade e de cariz muito ofensivo", que está em zona de descida a um ponto da ‘linha de água'.

"Gostam de ter a bola, dominar o adversário e criar situações de finalização, mas deixam lacunas para explorar quando estão mais altos e abertos. O Portimonense sabe que o Aves é forte em transição, mas isto é o jogo do gato e do rato: um vai atrás do outro, a ver quem consegue superiorizar-se nos duelos individuais e coletivos", descreveu.

Os defesas Jonathan Buatu e Oumar Diakhité e o avançado Marius Mouandilmadji ainda aguardam pela regularização da respetiva inscrição, enquanto o boletim clínico apresenta oito nomes, contexto ao qual Nuno Manta Santos se tenta "adaptar".

"Foi uma semana com algumas incógnitas e o departamento médico tem trabalhado incansavelmente para recuperar os atletas. Eles estão com vontade de participar, mas têm de estar bem fisicamente para poderem contribuir ao máximo. Hoje é o último treino e vamos definir a nossa estratégia final", apontou.

Após o reforço da última linha, o treinador dirige esforços para eventuais aquisições nos restantes setores até ao final de janeiro, confirmando que aguardam por novidades.

Num embate crucial para fugir à despromoção, metade dos seis duelos anteriores entre os dois emblemas para o campeonato redundou em empate, apesar do ascendente nortenho na condição de visitado, com dois triunfos e um empate.

O Desportivo das Aves, 18.º e último colocado, com seis pontos, recebe o Portimonense, na 17.ª posição, com 14, no sábado, às 15:30, no Estádio do CD Aves, em encontro da 17.ª jornada da I Liga.