Portugal
"Disse a Bruno de Carvalho que a minha clínica poderia ajudar o Sporting"
2020-01-24 17:20:00
Frederico Varandas comenta relação entre a ComCorpus e o clube de Alvalade

Sete funcionários da clínica ComCorpus, propriedade de Frederico Varandas, prestam também serviços ao Sporting, clube presidido por... Frederico Varandas.

A relação foi hoje divulgada pelo jornal Público, que acrescenta que os jogadores do Sporting são habitualmente tratados na clínica do presidente dos leões.

Desses sete funcionários, cinco são médicos: Nuno Loureiro (coordenador clínico do Sporting), Pedro Pessoa (responsável pela cirurgia ortopédica do departamento de futebol profissional), Nuno Oliveira (ortopedista), Filipe Bettencourt (fisiatra) e Manuel Resente Sousa (ortopedista e médico das modalidades e da equipa olímpica).

A estes somam-se os  fisioterapeutas Vasco Cabral e Patrice Sacramento.

Esta relação entre a clínica, fundada em 2015, e o clube de Alvalade é "normal", de acordo com o líder de ambos.

"Todos estes médicos trabalham em vários sítios. Não têm exclusividade", explicou Frederico Varandas, ao mesmo jornal.

A relação começou quando o Sporting era dirigido por Bruno de Carvalho, que chegou a propor a Varandas a formalização da parceria.

"Quando eu era diretor clínico do Sporting, Bruno de Carvalho sugeriu e insistiu que se fizesse um protocolo com a minha clínica, mas eu rejeitei a ideia", revelou Varandas.

"Não achava correto. Disse-lhe que não precisava disso e que a minha clínica poderia, mesmo assim ajudar o Sporting", justificou.

O clube "nunca pagou nada à ComCorpus" pelo tratamento dos atletas. "Nada é faturado", reforçou o proprietário da clínica e presidente do Sporting.

"Jamais, em cinco anos, houve um cêntimo pago pelo Sporting ou por alguma seguradora em nome de algum atleta à clínica. Zero. Sempre ofereci tudo ao Sporting. Vários atletas recuperaram na minha clínica. Os custos eram para a minha clínica", finalizou Frederico Varandas.