Portugal
Benfica lembra que Lage foi um dos “artífices da extraordinária reconquista”
2020-03-10 12:05:00
Newsletter do clube da Luz transporta uma mensagem de confiança no treinador e na equipa

A comunicação diária entre o clube da Luz e os adeptos, nesta terça-feira, faz um resumo da última jornada, com particular realce para o empate do Benfica em Setúbal, mas destaca-se pela mensagem de confiança que transporta, com o técnico Bruno Lage e os jogadores como destinatários.

A News Benfica de hoje parece ser uma reação oficial (porventura disfarçada) a muitos rumores que colocam Jorge Jesus no radar encarnado (rumores já desmentidos pelo técnico do Flamengo), numa altura em que os campeões nacionais atravessam o ciclo mais negro de Lage.

“É inegável que a nossa equipa de futebol não atravessa um bom momento. O empate em Setúbal desiludiu e a exibição ficou aquém do esperado. Porém, ainda assim poderíamos ter ganho a partida, pois criámos oportunidades claras de golo suficientes para, em condições normais, alcançarmos a vitória”, pode ler-se, numa análise ao jogo no Bonfim.

O Benfica lembra, no entanto, que “o cenário da luta pela renovação do título mantém-se intacto”, até porque o FC Porto também cedeu pontos. E reitera a confiança no treinador.

“A nossa equipa tem de ultrapassar este momento adverso e é no seu seio que pode e deve procurar inspiração para regressar ao nível que demonstrou ter ao longo da maior parte da presente temporada e também da anterior. Não duvidamos do seu valor porque a nossa equipa técnica e os nossos jogadores foram, na sua grande maioria, os principais artífices da extraordinária reconquista na época passada”, sublinha o clube encarnado.

“Não duvidamos do seu valor porque foram estes treinadores e estes jogadores que estabeleceram o recorde, no futebol português, de triunfos consecutivos em deslocações na Liga NOS”, pode ler-se.

O Benfica aponta ao bicampeonato – “É um facto que não dependemos apenas de nós, mas sabemos que dependemos bastante de nós”.

E ainda que assuma que “o momento não é o desejado”, acredita que é possível invertê-lo. “Todos juntos regressaremos ao patamar a que nos habituámos a estar nos últimos anos, todos juntos conseguiremos conquistar o bicampeonato”, conclui.