Portugal
Benfica garante exclusivo na marca Eusébio
2020-05-20 09:55:00
Águias podem explorar imagem do 'Pantera Negra'

Figura do desporto mundial e nacional, Eusébio da Silva Ferreira ajudou a dar alegrias aos portugueses, no geral, e aos benfiquistas, em particular, e é ainda hoje uma referência no desporto.

Num futebol cada vez mais virado para a indústria onde todos os aspetos contam, o Benfica garantiu a exclusividade da marca Eusébio e registou-se como proprietário deste símbolo no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

As águias podem explorar a marca Eusébio até agosto de 2028, após o pedido de registo ter sido concedido aos encarnados.

De acordo com o jornal A Bola, o clube da Luz poderá vender produtos e serviços com a marca Eusébio mas a família do 'King' terá direito a uma percentagem.

Entre objetivos estão, por exemplo, segundo cita o jornal A Bola, joalharia a trelas e vestuário para animais, videojogos, decorações para árvores de natal, pedras preciosas, brinquedos, materiais de instrução e de ensino, entre muitas outras coisas.

O registo da marca Eusébio começou quando o 'Pantera Negra' era vivo e contou com responsáveis do Benfica, o advogado do ex-jogador, Rogério Alves, e o próprio 'King'.

Esta "iniciativa do Benfica visou ajudar a perdurar a marca do Eusébio", cita o clube da Luz, na A Bola, referindo-se que quando a família quiser a marca de volta, se estiverem cumpridas as regras agora estabelecidas, "o Benfica assim o fará naturalmente".

Eusébio, recorde-se, morreu a 5 de janeiro de 2014 e, recentemente, um antigo vice-presidente do Sporting manifestou o desejo de ter referências ao 'Pantera Negra' no museu do Sporting.

Eusébio jogou três anos no Sporting de Lourenço Marques (hoje Clube de Desportos do Maxaquene).