Portugal
Aves falha demonstração de inexistência de dívidas salariais junto da Liga
2020-06-09 18:40:00
LPFP publica comunicado sobre incumprimento do clube da Vila das Aves

O Desportivo das Aves, último classificado da I Liga, falhou a obrigação de demonstrar a inexistência de dívidas salariais junto da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) em relação aos meses de março e abril, anunciou hoje o organismo.

“A Liga Portugal informa que o CD Aves, Futebol SAD não cumpriu a sua obrigação de demonstrar a inexistência de dívidas salariais a jogadores e treinadores referentes aos meses de março e abril, com controle salarial até 15 de maio, ficando por executar o estabelecido no artigo 78º A do Regulamento de Competições”, lê-se em comunicado publicado no sítio oficial da LPFP na Internet.

Os nortenhos já tinham falhado a regularização dos vencimentos a jogadores, treinadores e funcionários dos plantéis principal e sub-23 entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020, que a administração liderada pelo chinês Wei Zhao justificou com a paralisação da atividade económica na China, motivada pela pandemia de covid-19.

“Terminados os prazos regulamentares, tendo em conta o que está determinado no artigo acima referido, e também nos artigos 74 e 14 do Regulamento Disciplinar da Liga Portugal, informa-se que a Liga Portugal remeteu o assunto para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF)”, termina a nota do organismo.

O processo associado ao primeiro incumprimento seguiu da Liga de clubes para o Conselho de Disciplina da FPF em 03 de abril, originando as rescisões unilaterais do guarda-redes francês Quentin Beunardeau e do avançado brasileiro Welinton Júnior e podendo significar dois a cinco pontos de penalização para o emblema de Santo Tirso.

Em 06 de maio, fonte dos nortenhos adiantou à agência Lusa que os salários de março seriam liquidados na totalidade, enquanto 35% das verbas de abril e maio estariam cativadas devido à paragem competitiva provocada pelo novo coronavírus, sendo repostas em 05 de agosto e 05 de setembro, respetivamente, com a retoma da I Liga.​​​​​​​

O Desportivo das Aves tem atravessado uma série de contrariedades desportivas, diretivas e financeiras desde agosto e ocupa a 18.ª e última posição do campeonato, com 13 pontos em 25 jornadas, 12 abaixo da zona de salvação, deslocando-se ao terreno do Tondela na quinta-feira, às 21:15, no Estádio João Cardoso, num jogo da 26.ª jornada.