Portugal
"Autocarro será usado mas para a viagem para Lisboa", diz Nuno Manta
2020-01-09 14:50:00
Técnico na antevisão ao duelo contra o Benfica

O treinador do Desportivo das Aves, Nuno Manta Santos, descartou hoje que a sua equipa tenha "pressão acrescida" para jogo de sexta-feira, frente ao Benfica, da 16.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

"O Aves tem pressão há muito tempo para pontuar, e não será este jogo que nos vai colocar pressão acrescida. Quem anda no futebol, sabe que jogo a jogo estamos pressionados para ganhar", disse o técnico dos avenses.

A formação nortenha, que está na última posição do campeonato, defronta o líder da prova, no Estádio da Luz, em Lisboa, mas Nuno Manta Santos não considera que a diferença classificativa vá influenciar a prestação da sua equipa.

"A diferença pontual só existe na tabela, pois quando entrarmos para o jogo o resultado estará 0-0. Estão em disputa três pontos, não podemos pensar que um está em primeiro e outro em último, temos de estar focados para saber o que fazer em campo e conseguir pontos", apontou o treinador.

Nuno Manta Santos reconheceu as dificuldades que a sua equipa vai encontrar na Luz, mas, mesmo elogiando as individualidades as ‘águias', frisou que o Aves tem argumentos para as contrariar.

"O Benfica é muito forte coletivamente e individualmente, com jogadores que podem fazer a diferença em qualquer momento. Temos de estar preocupados com o ‘onze' do Benfica e com ideia de jogo que vão querer impor, mas temos de incutir um jogo positivo, olhar para a baliza adversária e mostra grande personalidade para conquistar pontos", vincou.

Questionado se para esse objetivo de pontuar poderá adotar uma postura mais defensiva, o treinador ironizou, dizendo o "autocarro será usado, mas para a viagem para Lisboa", desvalorizando as críticas de alguns adversários.

"Somos criticados por essas equipas quando lhe retiramos pontos, pois se perdermos não dizem que fizemos antijogo, ou que colocámos o ‘autocarro' à frente da baliza. Mas também acho interessante quando para uns é antijogo, e para outros é gestão do tempo de jogo", afirmou Nuno Manta Santos.

Para esta partida frente ao Benfica, os avenses já poderão contar com os dois avançados mais concretizadores da equipa, Welinton e Mohammadi, que na última jornada, na derrota caseira com o Santa Clara, por 1-0, não estavam disponíveis.

"Ficámos com mais duas soluções. Se vão jogar de início ou não, depende da estratégia, mas são jogadores com golos, importantes para nós, e que no último jogo tinham dado jeito" disse o treinador.

Em sentido inverso, o defesa central Simunec, ainda a recuperar de lesão, está de fora das opções, enquanto Jailson, Mato Milos e Rúben Macedo, todos também com problemas físicos, ainda estão em dúvida.

O Desportivo das Aves, último classificado, com seis pontos, defronta na sexta-feira o Benfica, líder do campeonato, com 42, numa partida agendada para o Estádio da Luz, em Lisboa, a partir das 19:00.