Portugal
"A SAD dá poucas explicações. Os portistas não percebem o que se passa"
2020-05-24 13:40:00
Candidato José Fernando Rio promete bater-se pela transparência da "grande empresa" que é o FC Porto

José Fernando Rio, que encabeça a lista C às eleições do FC Porto, voltou a apontar o dedo às contas da SAD azul e branca, agora devido a uma alegada falta de transparência.

"Acho fundamental que haja essa transparência, para que as pessoas acreditem em quem gere e no que está a ser feito Neste momento os portistas não percebem o que se passa na SAD", afirmou o candidato, em entrevista ao jornal Record.

Sustentando que a SAD do FC Porto "é uma grande empresa", José Fernando Rio defendeu que a mesma tem de ser gerida "pelos melhores profissionais, com rigor, profissionalismo e transparência".

"Eu acho que nenhum destes fatores se verifica a 100 por cento. A administração dá poucas explicações. Eu sei que ler os relatórios e contas esclarece muitas coisas, mas esclarece os números e não o porquê das coisas", reforçou.

O líder da lista C, que tem insistido nos "baixos índices de motivação e de profissionalismo" da gestão portista, falou ainda dos alegados negócios do FC Porto com o empresário Alexandre Pinto da Costa, filho do presidente dos dragões.

"O FC Porto tem de trabalhar com todos [os empresários] e, naturalmente, não pode privilegiar ninguém. Eu não farei negócios com familiares meus, isso é ponto assente. É algo que causa desagrado aos sócios e deve ser evitado a todo o custo", afirmou.

Ainda sobre as contas da SAD, José Fernando Rio defendeu a reestruturação da dívida e salientou que o FC Porto "paga 20 milhões de euros por ano de juros".

"O que não se podia fazer com isto...", concluiu.