Modalidades
Família de Paulo Gonçalves apoiada pela organização do Dakar
2020-01-15 15:15:00
Herdeiros ajudados pela entidade que gere aquele que é tido como o 'rali mais duro do mundo'

A organização do Dakar, à luz dos regulamentos, está a apoiar a família de Paulo Gonçalves, malogrado piloto português que morreu, no domingo, vítima de um acidente de moto no rali que decorre na Arábia Saudita.

De acordo com o 'Jornal de Notícias', a família do piloto de Esposende tem cinco mil euros disponibilizados pela organização para tratar das cerimónias fúnebres do piloto.

Ainda de acordo com o referido diário, como Paulo Gonçalves estava filiado na Federação Internacional de Motociclismo, a família irá ter direito a receber uma compensação financeira pela perda do motocilista fruto de um seguro de vida que esta entidade tem para os pilotos.

Este organismo é presidido pelo português Jorge Viegas que confirmou a informação ao 'Jornal de Notícias'.

Paulo Gonçalves perdeu a vida nas areias do deserto vítima de um trágico acidente no Dakar, aquele que é tido por muitos como 'o rali dos ralis'. 

A equipa que Paulo Gonçalves tinha decidido representar este ano – a Hero Motorsports – decidiu retirar-se do 42.º Rali Dakar depois da morte do piloto português.