Grande Futebol
Plantel do Bayern Munique efetua treinos coletivos online
2020-03-19 11:25:00
Medida é orientada pelo treinador Hansi Flick e tem o objetivo de "preservar laços sociais"

O plantel do Bayern Munique está a treinar online, devido à pandemia de Covid-19, seguindo ‘coletivamente’ as instruções do treinador, Hansi Flick, "como forma de preservar os laços sociais", anunciou hoje o heptacampeão alemão de futebol.

"Precisamos fazer de tudo para reagir positivamente à situação. Ontem [quarta-feira] organizámos o primeiro treino online às 11:00. Todos estavam motivados e cumpriram-no diligentemente", disse Flick, em declarações ao sítio oficial do clube na Internet.

A Baviera ainda não impôs medidas de contenção, mas o Bayern Munique decidiu, por sua iniciativa, suspender os treinos no centro de estágio, a fim de cumprir da melhor maneira possível as instruções das autoridades de saúde.

"Os jogadores estão equipados com relógios desportivos adequados. Isso significa que recebemos todos os dados importantes, como a frequência cardíaca, nos nossos monitores", explicou o preparador físico do Bayern Munique, Holger Broich.

Flick referiu ainda que, "tão importante quanto a manutenção física, é manter o contacto entre os jogadores e isso é possível dado que todo o grupo está, diariamente, a treinar em conjunto, com sessões coletivas a serem seguidas nos ‘tablets’".

O novo coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 84.000 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro de 2019, e espalhou-se por mais de 173 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de hoje, a Direção-Geral da Saúde elevou na quarta-feira o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.