Grande Futebol
"Devia responder com franqueza, mas não posso. Tenho de ter cuidado"
2020-01-15 19:25:00
André Villas-Boas reage às mudanças na estrutura do Marselha

O Marselha reforçou a estrutura diretiva com Paul Aldridge, dando sinais de que se prepara para dispensar o diretor desportivo, Andoni Zubizarreta.

O treinador, André Villas-Boas, não tem sido informado destas mudanças e não escondou o incómodo com a eventual saída do espanhol.

"Vim para aqui, em primeiro lugar, pela grandeza do clube e, em segundo, por Zubizarreta. Já disse que o meu futuro está intimamente ligado ao futuro dele", avisou.

Zubizarreta e Villas-Boas conseguiram, de acordo com o português, "trazer estabilidade a um dos clubes mais instáveis do mundo em termos desportivos e emocionais", assim como nas relações "com a Imprensa e os adeptos".

Estará o treinador a abrir a porta de saída?"

"Devia responder com franqueza, mas não posso. Tenho de ter cuidado com o que digo", respondeu.

"Vocês sabem que eu sou um homem do mundo. Deixei o meu cargo de treinador na China, onde me pagavam 12 milhões de euros, para ir para o Dakar em 2018. Estava mais perto de ir para o México ou para a Argentina do que voltar à Europa e assinar pelo Marselha, mas vim pela minha relação com o Zubizarreta. Se levarem isso em conta, já têm a vossa resposta", reforçou André Villas-Boas.