Grande Futebol
Bruno Fernandes e Podence com estreia 'nula' no United e no Wolverhampton
2020-02-01 20:35:00
Equipa de Manchester e 'wolves' empatam sem golos em Old Trafford

Os ex-leões Bruno Fernandes, no Manchester United, e Daniel Podence, no Wolverhampton, estrearam-se hoje na Liga inglesa, num jogo que terminou sem golos, mas em que os dois tentaram mudar o rumo das coisas.

Bruno Fernandes, contratado ao Sporting pelo Manchester United, por 55 milhões de euros, com a possibilidade de mais 25 em variáveis, fez a estreia absoluta pelos ‘red devils’, dois dias depois de chegar a Manchester.

O médio entrou de caras na equipa de Solskjaer, num clube que tem sido uma pálida sombra da ‘glória’ obtida nos tempos de ‘Sir’ Alex Ferguson, e foi dos mais inconformados, testando Rui Patrício em, pelo menos, três ocasiões.

O ex-capitão do Sporting, e melhor jogador da Liga portuguesa nos dois últimos anos, teve uma bola a passar junto ao poste e ainda atirou de livre para defesa do também português Rui Patrício.

Os ‘Wolves’, treinados por Nuno Espírito Santo, foram fiéis à sua identidade, numa linha de jogo à procura de transições rápidas, com vários portugueses em campo: Patrício, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota.

Na segunda metade, o treinador ainda fez entrar Pedro Neto e, depois, Daniel Podence, anunciado também na quinta-feira como reforço da equipa ‘mais portuguesa’ da ‘Premier League’, proveniente do Olympiacos.

Podence, que, tal como Patrício, coincidiu com Bruno Fernandes no Sporting, estreou-se na Liga inglesa, e tentou também o golo, mas seria Diogo Dalot, o lateral português ex-FC Porto, que veria um cabeceamento seu sair junto ao poste dos 'Wolves', aos 90+5.

O nulo deixou o Manchester United na sexta posição, fora dos lugares europeus, com a quinta posição agora ocupada pelo Sheffield United, que hoje venceu fora o Crystal Palace (1-0), enquanto o Wolverhampton é sétimo, com os mesmos 35 pontos.

Nos jogos disputados mais cedo, o O Liverpool prosseguiu o passeio rumo a um título que lhe escapa há 30 anos, ao golear em casa o Southampton, por 4-0, em jogo também da 25.ª jornada do campeonato.

Os ‘reds’, campeões europeus no último ano, procuram uma ‘cereja no topo do bolo’, o título na ‘Premier League’, conquista que perseguem há muitos anos, desde o triunfo de 1989/90, quando as estrelas eram Grobbelaar, Dalglish ou Ian Rush.

Esta época, o sonho está mais perto do que nunca, nas mãos do alemão Jürgen Klopp e no relvado com Allison Becker, van Dijk, Henderson, Milner, Firmino, Sadio Mané ou Mo Salah, os obreiros do sucesso a cada fim de semana, o 16.º consecutivo na Liga.

No domingo, a ronda completa-se com a visita do Arsenal, que neste mercado viu chegar Cédric Soares, ao Burnley, e a receção do Tottenham, de José Mourinho, ao Manchester City, de João Cancelo e Bernardo Silva.