Grande Futebol
André Villas-Boas no Marselha até junho de 2021
2019-05-28 15:20:00
Está oficializada a contratação do treinador português de 41 anos

O português André Villas-Boas vai treinar o Marselha nas próximas duas temporadas, até junho de 2021, anunciou hoje o quinto classificado da Liga francesa de futebol.

O treinador, de 41 anos, vai iniciar funções em 01 de julho, no regresso à Europa, depois de ter orientado, em 2017, os chineses do Shanghai SIPG e ter alinhado em várias provas de todo-o-terreno, entre as quais o Dakar2018.

Antes, o antigo adjunto de José Mourinho, passou por clubes como Académica, FC Porto, Chelsea, Tottenham e Zenit São Petersburgo, além de ter orientado a seleção das Ilhas Virgens Britânicas.

Villas-Boas conquistou uma Liga Europa, um campeonato português, uma Taça de Portugal e uma Supertaça Cândido Oliveira, pelo FC Porto, uma liga russa, uma Taça da Rússia e uma Supertaça russa, no Zenit.

"Estamos muito satisfeitos por contratar um treinador cujo sucesso é reconhecido ao mais alto nível na Europa e no mundo. A filosofia e a abordagem de André Villas-Boas estão em linha com o que queremos para o Marselha e vão contribuir para revitalizar o nosso projeto, depois de uma campanha dececionante", realçou Frank McCourt, dono do Marselha, garantindo que as expectativas em torno do técnico luso são "elevadas" e que o clube está a fazer as mudanças necessárias para alcançar os seus objetivos.

O presidente do Marselha, Jacques-Henri Eyraud, destacou que Villas-Boas é um treinador bastante experiente, apesar da sua juventude, e que está acostumado às exigências competitivas ao mais alto nível.

"Acreditamos que vai trazer nova energia para o grupo que vai comandar. Estamos convencidos de que a modernidade dos seus métodos, a sua visão muito nítida do futebol e o seu sentido de inovação vão ser importantes para enfrentar um novo ciclo", sublinhou, apontando para a necessidade de o treinador português trabalhar em estreita colaboração com Andoni Zubizaretta de forma a serem alcançados os objetivos definidos por MacCourt.

O Marselha, sob o comando de Rudi Garcia e com o defesa central português Rolando, terminou a edição 2018/19 do campeonato fora dos lugares que dão acesso às competições europeias, na quinta posição, com 61 pontos, menos 30 do que o bicampeão Paris Saint-Germain.

Com nove títulos de campeão, o Marselha, que não ergue o troféu desde 2009/10, é o segundo clube com mais campeonatos em França, sendo apenas batido pelo Saint-Étienne, que tem 10, e é o único emblema do país a ter vencido a Liga dos Campeões, em 1992/93.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa