Portugal
“Vendas de milhões e uma equipa destas na Champions”, acusa Rui Gomes da Silva
2019-09-23 13:40:00
Ex-vice-presidente encarnado considera que o Benfica “não tem projeto europeu”

Rui Gomes da Silva voltou a tecer duras críticas à direção de Luís Filipe Vieira, a quem acusa de montar uma “máquina de propaganda” no Benfica.

Em causa a derrota diante do Leipzig, na primeira ronda da Liga dos Campeões. O antigo vice-presidente do emblema encarnado não aceita a justificação de que o Benfica teve “falta de sorte”, no embate com os alemães.  

“Por muito que isso nos custe, não temos equipa para lutar na Europa. Não temos um projeto europeu. Temos discursos, mas não temos projeto europeu”, defende, em mais um texto publicado no blogue Geração Benfica.

Rui Gomes da Silva considera que o Benfica só poderá almejar a conquistar um título europeu se a direção de Vieira alterar “este projeto mercantilista”.

Um projeto europeu “colidiria com os interesses de carreira e com objetivos financeiros de cada uma das pessoas que deveriam estar mais envolvidas na consecução desse objetivo”, aponta.

Por outro lado, prossegue, numa aparente alusão à ligação entre o clube e Jorge Mendes, “a parceria estratégica que o Benfica tem é para vender e para alguém ganhar dinheiro e não para ganhar títulos europeus”.

E “este discurso já chegou a Bruno Lage”.

“Ele, a imagem do realismo, único responsável pela vitória no último campeonato, apesar das decisões da estrutura, ainda acredita (ou será obrigado a dizer que acredita?) ‘num Benfica europeu com jovens do Seixal’”, escreve Gomes da Silva.

"Bruno Lage – que merece todo o nosso apoio – sabe o porquê de tanta dificuldade! Que se lembre de Rui Vitória e que medite sobre a forma como saiu! A culpa, no Benfica, lá para cima, morre sempre solteira e vem sempre casar com alguém cá de baixo!”, realça.

O ex-dirigente considera que o clube não poderá nunca ser campeão europeu só com talentos formados no Seixal.

“Sabem quem – mesmo aqui ao lado – se convenceu de ter consigo o segredo da criação de jogadores extraordinários? E sabem por onde eles andam, não sabem?”, questiona, numa alusão ao Sporting.

“Acreditar que os melhores jogadores do mundo, em todas as posições e todos os anos, vão nascer no Seixal é passar um atestado de menoridade intelectual aos sócios do Benfica, é enganar os sócios”, continua.

Rui Gomes da Silva manifesta desilusão pelo plantel encarnado: “Vendas de milhões e uma equipa destas na Champions…”.

A direção de Vieira é acusada de “desnorte completo” e de “só dar a cara nos bons momentos”.

“Soubemos até – por notícias plantadas em que só acredita quem quer – que foi o treinador que não quis ninguém, resistindo heroicamente à disponibilidade do presidente para comprar. Só acredita quem quer que foi Lage que não quis mais nenhum jogador. Talvez não quisesse os jogadores que lhe queriam impor. Pois, anunciaram-nos agora, depois do desastre em casa com o Leipzig, esse colosso europeu, que estamos preparados para ir ao mercado... em janeiro”, lamenta.

Rui Gomes da Silva entende ainda que o Benfica falhou na construção do plantel, apontando “equívocos” na compra e venda de jogadores.  

O antigo dirigente faz uma análise ao jogo de Moreira de Cónegos, na última jornada do campeonato, “onde ficamos com a sensação de estarmos ao pé do descalabro total”.

E escreve que “sortes destas não se repetirão muitas vezes”, aludindo à reviravolta, nos derradeiros cinco minutos da partida frente ao Moreirense.