Prolongamento
"Espero que Vieira faça alguma coisa, não quero que André Ventura faça nada"
2019-10-12 19:55:00
Ricardo Araújo Pereira explica razões que o levaram a ser um dos signatários da carta aberta

Ricardo Araújo Pereira esclareceu por que motivo foi um dos signatários da carta aberta enviada esta sexta-feira ao 'Expresso', onde um grupo de notáveis do Benfica se mostrou indignada por André Ventura ter usado o clube "para criar uma persona política"

No programa 'Governo Sombra', da TVI24, o humorista explicou que espera uma posição oficial do Benfica em relação ao assunto. 

"Aquilo que espero é que Luís Filipe Vieira faça alguma coisa, não quero que André Ventura faça nada. Sou contra falar de André Ventura, há uma espécie de histeria injustificada em torno dele, não por ele ser uma pessoa sensata, é o contrário, é porque ele não vale isso. Vale a carta aberta porque é um assunto importante", começou por dizer, citado pelo 'Record'. 

Ricardo Araújo Pereira admitiu que aceitou assinar a carta assim que lhe telefonaram e considerou que as reações ao assunto são de "três tipos".

"As dos sonsinhos, dos parvinhos e de Pedro Marques Lopes, que acumula essas e outras características. Os sonsinhos dizem 'então mas o Benfica tem responsabilidade nisto?' Tem. Só uma pessoa muito ingénua é que não sabe que não há nenhum destes comentadores que não esteja lá com aprovação ou apoio dos clubes", continuou. "O que peço é que o Benfica faça uma demarcação relativamente a André Ventura e a outros comentadores, que é devida há muito tempo", sublinhou. 

O humorista defendeu ainda que este 'pedido' em nada "belisca" a liberdade de expressão. 

"Depois os parvinhos dizem 'e a liberdade de expressão?' Eu pedir ao Benfica que se demarque, sendo que toda a gente sabe que aquele homem está ali porque o Benfica quis e se calhar até apoia, como qualquer clube. Pedir isto belisca a liberdade de expressão de alguém? Não vejo onde", rematou.