Fora da Bancada
"Devemos ter um enorme orgulho no que estamos a conseguir como nação"
2020-03-31 11:50:00
Cientista português deixa aplauso aos portugueses

Os elogios à forma como Portugal e os portugueses têm ajudado a combater a Covid-19 sucedem-se. Depois do destaque na imprensa francesa, agora é um cientista luso que faz questão de elogiar os compatriotas.

Miguel Soares é especialista em doenças infecciosas e numa entrevista na 'TVI' quis deixar bem claro um elogio ao povo português pela forma como tem encarado o período de quarentena, que tem permitido às equipas médicas ir tentando ajudar todas as vítimas da Covid-19.

"Temos menos subida de casos. Devemos ter um enorme orgulho no que estamos a conseguir como nação", afirmou Miguel Soares, deixando, contudo, um aviso de que isto é uma 'maratona'.

"Estamos só no início deste processo e este não é um tempo de lutas", salientou, destacando também que, em Portugal, a Covid-19 "não vai ser um pico e depois vem a descer por aí a baixo: vai ser um planalto".

Nesse cenário, este cientista português antecipa que os infetados com o novo coronavírus vão ter uma entrada "faseada" nos serviços de urgência.

Na conversa com a 'TVI', moderada por Miguel Sousa Tavares e Pedro Pinto, este especialista em doenças infecciosas explicou ainda que e Direção-Geral da Saúde (DGS) está a ser aconselhada "por cientistas de alto gabarito".

Deste modo, Miguel Soares sustenta que o SNS poderá perceber a sua capacidade epidemiológica, enquanto que a DGS terá assim tempo para "projetar quando é que vamos ter o máximo de pessoas a entrar pelo Serviço Nacional de Saúde".

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 160 mortes, mais 20 do que no balanço anterior.

Existem ainda 1.035 infetados, elevando para 7.443 o número total.

Tags: